Você está aqui: Página Inicial > coronavírus > Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas

por Acássia Deliê publicado 20/03/2020 20h01, última modificação 20/03/2020 20h18

Atenção: esta página será atualizada constantemente, à medida que as perguntas chegarem pelas nossas redes sociais. Última atualização: 20/03/20.

1 – Animais correm o risco de ser contaminados pelo Coronavírus?  

A coronavirose é uma doença causada por vírus da família coronavírus. Esses vírus são conhecidos desde meados dos anos 60. Sabe-se que os coronavírus circulam entre uma variedade de animais como morcego, gato selvagem, camelo e pato. Esses animais são conhecidos como o reservatório do vírus (ou seja: um animal que aloja algum parasita sem que ele seja prejudicado) e podem transmití-lo para os homens através do contato direto. Sabe-se que o coronavírus causa infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Em cães adultos, por exemplo, geralmente, não leva a sinais graves, mas em filhotes, a infecção conjunta com outros vírus, como o da parvovirose ou cinomose, pode levar a um quadro grave e até fatal. 

FONTES: 1. << https://coronavirus.saude.gov.br >> 2.<<https://www.boehringer-ingelheim.com.br/press-release/cao-protegido-vacinacao-e-a-principal-arma-para-evitar-problemas-graves-de-saude>> 

2 – Qual a origem da transmissão do vírus para a primeira pessoa infectada pelo mesmo?

A etiologia (origem da doença) do novo coronavírus (covid-19) ainda é desconhecida. Sabe-se que tem ligação com um grande mercado de frutos do mar e de animais vivos, sugerindo disseminação de animais para pessoas. Surgiu em 31/12/19 causando Pneumonia de etiologia desconhecida em um grupo de pessoas na cidade de Wuhan, China.

FONTE:  <<saude.gov.br/coronavirus>> 

3 – Sou mãe de aluna. Como deve ser o tratamento de algum infectado?

Antes de qualquer informação a respeito do tratamento, é importante saber que qualquer pessoa que apresente FEBRE (a partir de 37,8°C) associada a, pelo menos, mais um dos sinais e sintomas clínicos de uma doença respiratória (dificuldade para respirar, produção de escarro, congestão nasal (nariz entupido) ou conjuntival (secreção nos olhos), dificuldade para engolir, dor de garganta, coriza, dificuldade para respirar, com cor da pele arroxeada e batimento de asa de nariz, tiragem intercostal (movimento de retração da musculatura entre as costelas durante a inspiração), associado a alguma situação epidemiológica (viajou para pais ou estado com transmissão sustentada de coronavírus ou manteve contato próximo com um caso suspeito ou confirmado), nos últimos 14 dias. Em qualquer um desses casos, a pessoa deve procurar imediatamente uma unidade de saúde ou a UPA para receber atendimento e o caso será notificado. 

FONTE: <<https://coronavirus.saude.gov.br/>> 

4 – O álcool 70 em frasquinho serve como o álcool em gel? 

Sim. Ambos tem ação antisséptica. No entanto, algumas informações quanto ao uso correto do álcool a 70% são necessárias: 1. Sempre que for possível, lave as mãos com frequência, com água e sabão. Principalmente quando estiverem visivelmente sujas ou quando em algo ou em alguém. O uso do álcool líquido ou em gel 70% é indicado para higienize das mãos quando não é possível proceder à lavagem básica com água e sabão. No entanto, recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma resolução que proíbe a fabricação, distribuição e venda, de álcool líquido com graduação acima de 54º GL, a partir de 29/01/2019. O objetivo da proibição é reduzir o número de casos de queimaduras e ingestão acidental.

FONTES: 1. <<https://portalarquivos2.saude.gov.br/campanhas/coronavirus/downloads/pecas/livreto-sem-faca-de-corte.pdf>>

5- Se o vírus chegar na minha cidade, podemos entrar em quarentena? 

Sim. O procedimento de quarentena é uma medida restritiva para o trânsito de pessoas com o objetivo de diminuir a velocidade de transmissão do coronavírus e será determinado mediante ato administrativo formal estabelecido pelas secretarias de saúde dos estados, municípios, do Distrito Federal ou ministro de estado da saúde, ou superiores em cada nível de gestão e publicado em diário oficial e amplamente divulgado pelos meios de comunicação. A medida de quarentena será adotada pelo prazo de até 40 dias, podendo se estender pelo tempo necessário.

FONTE: <<https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/46536-saude-regulamenta-condicoes-de-isolamento-e-quarentena>>