Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ifal decide prorrogar suspensão das atividades acadêmicas

Notícias

Ifal decide prorrogar suspensão das atividades acadêmicas

por Ifal publicado: 30/03/2020 19h35 última modificação: 01/04/2020 16h16

O Instituto Federal de Alagoas (Ifal) informa uma nova suspensão das atividades acadêmicas da instituição por conta da pandemia de Covid-19 decretada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Esta é a segunda suspensão, que compreende do dia 2 ao dia 16 de abril. A medida foi tomada nesta segunda-feira, 30, na primeira reunião realizada remotamente pelo Colégio de Dirigentes da instituição.

O Colégio de Dirigentes é composto pelo reitor do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), Carlos Guedes, pró-reitores, diretores-gerais dos campi, entre outros gestores da instituição. O grupo avaliou que é preciso seguir as recomendações da Organização Mundial de Saúde em relação ao isolamento social. Como instituição pública, que desenvolve educação profissional, científica e tecnológica, a preocupação com a vida dos estudantes, servidores, terceirizados e de toda a comunidade acadêmica é prioridade nesse momento.

Informações sobre medidas administrativas do Ifal, contatos, orientações, dicas e vídeos para ajudar no combate ao coronavírus no site Ifal versus corona! 

Em relação à modalidade a distância, as aulas dos novos estudantes dos cursos de graduação da Universidade Aberta do Brasil, programadas para o dia 4 de abril, ficam suspensas. Já para os estudantes com os cursos em andamento, as aulas a distância estão mantidas.

E de acordo com a portaria 1303, publicada no dia 19 de março, o trabalho remoto é adotado para todas as atividades desenvolvidas pelos servidores e empregados públicos no âmbito do Ifal.

Mestrado Profissional em Educação Profissional

As aulas do Mestrado Profissional em Rede em Educação Profissional e Tecnológica, realizadas no Campus Benedito Bentes, continuam em formato não presencial, a fim de não haver prejuízos acadêmicos em relação aos prazos estipulados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A decisão foi tomada pelo Comitê Gestor Nacional, em reunião ocorrida nesta segunda-feira, 30, também em formato de videoconferência.